Social Icons

^^

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Memória RAM e Memória virtual


MEMÓRIA RAM

A memória RAM é onde o computador armazena as instruções necessárias ao funcionamento do sistema operacional e programas. O processador precisa de espaço para arrumar instruções contidas no programa e executá-las rapidamente. Todo programa executado esta na memória RAM, seja um software antivírus, um protetor de tela, uma impressão etc. Em termos de hardware, são pequenos pentes que são encaixados nos slots de memória das placas mãe. Atualmente, temos pentes (os mais comuns)de 64MB – 128MB – 512MB – 1GB – chegando até 4GB, a capacidade total de memória depende do pente e do numero de slots na placa mãe, geralmente 4 slots de 72 vias. É na memória que ficam todas as informações hostilizadas durante as operações de escrita ou leitura nas unidades de armazenamento e os programas, cache de software para hard-disk, drives virtuais e vírus. Diferenciam-se no formato físico (DIP,SIPP,SIMM,DDR etc.) número de vias, tempo de acesso (70, 60, 50 ns etc, em ordem crescente de desempenho) e tipo de tecnologia (FPM, EDO, etc.) e são melhores definidas como DRAM (Dynamic Ram- dom Access Memory). Precisam continuamente de um sinal de CPU (refresth) para manterem seus dados armazenados. As memórias FPM (Fast Page Mode) são de tecnologia mais antiga, apesar de serem encontradas nos 486 e nos primeiros Pentium. Possuem tempo de acesso de 80, 70 e 60 ns. Suportam velocidade de até 66MHz. As memórias EDO (Extend Data Output) tem leitura mais rápida que as memórias do tipo FPM, com cerca de 20% de vantagem. Esta tecnologia é usada em pentes de 72 vias, possui tempo de acesso de 70, 60 e 50 ns e suporta velocidade de barramento de até 66 MHz. A SDRAM já foi considerada um padrão, mas hoje em dia as mais utilizadas e conhecidas são as memórias DDR SDRAM, que são na verdade memórias SDRAM duplas e trabalham com o tempo de 1,6 GB/s.

memoria 1slot da memória RAM slot de memoria

MEMÓRIA VIRTUAL

No Windows XP é um arquivo (Pegefile.sys) como outro qualquer, que é gravado no disco rígido, a diferença é que ao invés de armazenar dados ou programas ele armazena os dados que não “couberam” na memória RAM, sendo uma espécie de extensão, no Linux ao invés de um arquivo é gerada uma partição SWAP (troca) que tem a mesma função desse arquivo. Como foi dito esta memória faz uma troca (swap), a memória RAM ficou cheia só que tem arquivos que não serão usados em determinados momento, mas estão lá carregados, a memória virtual grava estes dados no HD no arquivo ou partição especifico liberando memória RAM (física) para os arquivos ou programas que realmente serão usados no momento, fazendo constantemente uma troca de arquivos. O único problema é que o acesso ao HD é bem mais lento que o acesso direto a memória RAM, por isso que ter bastante memória RAM é essencial em termos de performance. com pouca memória RAM será necessário usar muita memória virtual, e ao acessar dados da memória virtual o desempenho do micro fica limitado a performance do disco rígido.

A figura a baixo mostra onde fica o menu de configuraração da memória virtual.

meucompgw1

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts

- Arquivo -

 

Seguidores

Hora exata:

Total de visualizações de página